segunda-feira, 20 de setembro de 2010

A Luta, a dor, o choro, A 1º vitória!

E eu não desisti....

Continuei lutando ... quando eu melhorei fui cuidar de uma outra parte da minha saúde, a minha primeira plástica reparatória.
Então eu estava sem tempo, Fisioterapias, estava afastada pelo INSS para me tratar, e a fisioterapia e os retornos nos ortopedistas me demandavam muito tempo, consegui conciliar com a busca do cirurgião plástico, e minha cirurgia foi marcada para 13/08/2010. Passei pela cirurgia e aproveitei o fato da recuperação para começar uma campanha em sites de relacionamento quando li em algum local que um senhor que estava tendo problemas com uma das empresas do Abilio Diniz mandou um recado para ele via Twitter, e foi aí que nasceu a idéia:

Vou denunciar a prefeitura de Jandira.
Comecei a buscar, analisar, sondar as melhores formas.
Denuncias feita em 2 sites de reclamação.
Denuncias feitas em 4 comunidades do orkut.
Denuncias enviadas a todos os jornais de São Paulo que tinha defesa do consumidor.
Denuncia enviada por escrito e por telefone a radio bandeirantes.
Denuncia enviada para todos os vereadores do municipio de Jandira.
Denuncia espalhada pelo Twitter, vereadors, senadores, deputados estaduais e federais, jornalistas famosos e não tão famosos.
Denuncia na ouvidoria da Prefeitura de Jandira.
Denuncia em blogs.

E eis que recebo a recompensa!!!
Um e-mail da Vereadora Maura Soares do PT, em 02/09/2010 dizendo que era para me dirigir até a prefeitura de Jandira que meu cheque estaria pronto em 10/09/2010.

Achei que seria um trote, meu marido não acreditou que aquilo estava acontecendo ...
Mais Tarde ligam da Prefeitura pra me dar a noticia.

Eu já estava contando os dias pra poder me livrar dessa batalha.

Eis que no dia 03/09 mais uma surpresa.
O Assessor do Prefeito, o Sr. Anderson me liga querendo agendar uma visita ao gabinete do prefeito onde o mesmo queria pessoalmente nos oferecer um café, pedir desculpas e nos entregar o cheque, pois não havia cabimento me fazer esperar até o dia 10/09.
Eu desacreditei de tal situação.
Meu marido então ... todo orgulhoso de mim ... pois ele já havia dado o dinheiro como perdido, mas eu não ... eu tinha que fazer algo, eu era ou não era uma vencedora???

Sim eu era não ... EU SOU UMA VENCEDORA.

Fomos até o gabinete do prefeito, todos já me conheciam e sabiam quem eu era, qual era o meu caso.
E por fim, recebi o meu dinheiro.




Nenhum comentário: